CPII Aposta em Conteúdos Digitais para Aprimorar a Recuperação Paralela em 2020

Publicado em

A partir de maio de 2020, a Recuperação Paralela, obrigatória aos estudantes com média inferior a 5,0 nas certificações, terá um novo formato para os estudantes do 6º ao 9º ano do fundamental e do ensino médio regular e integrado. Os alunos poderão estudar os conteúdos abordados em sala de aula e realizar exercícios em um ambiente virtual de aprendizagem, com conteúdos digitais – vídeoaulas, exercícios, jogos, etc.- organizados por série e disciplinas. Fora do ambiente virtual, os alunos também poderão esclarecer dúvidas em encontros presenciais, a cada quinze dias, com professores.

A mudança, normatizada pela Portaria nº 3697/2019, busca tornar a Recuperação Paralela mais eficiente, com novas estratégias para garantir a participação dos alunos nas aulas e o aprendizado.

Segundo a portaria, os Departamentos de Artes Visuais, Educação Musical, Filosofia, Sociologia e Educação Física poderão ou não aderir ao modelo virtual de Recuperação Paralela. A possibilidade se deve ao número reduzido de estudantes em recuperação nessas disciplinas.

“A recuperação ao longo de 2019 não foi tão boa quanto esperado. Muitos alunos não conseguiam assistir as aulas no contraturno e em muitos campi não havia espaço físico para a realização das aulas. Por isso, resolvemos investir na EAD. Assistindo uma videoaula, por exemplo, o aluno tem mais recursos, pode acessar os conteúdos sempre que quiser e no melhor horário”, explicou a pró-reitora de Ensino, Eliana Myra.

Para o sucesso dessa iniciativa a pró-reitoria destaca o papel dos pais e professores nesse processo de aprendizagem. “Vamos ter reuniões e orientar os pais sobre a importância deles estimularem os filhos a estudarem nesse ambiente virtual. Também contamos com os professores de sala de aula para incentivar seus alunos a acessarem os conteúdos e com os professores conteudistas para desenvolver materiais atrativos e interessantes”, analisou.

Acesso aos conteúdos

Os conteúdos digitais da Recuperação Paralela serão disponibilizados na plataforma Moodle, que pode ser acessada em computadores, tablets e celulares.

Segundo a pró-reitora, um levantamento realizado durante a matrícula dos estudantes aponta que a maioria possui acesso à internet e a dispositivos eletrônicos. Aqueles que não tiverem esses recursos à disposição em casa poderão realizar as atividades nos Laboratórios de Informática da escola, em dias e horários definidos pela direção geral do campus.

“Estamos apostando na atratividade e na uniformização dos conteúdos que serão únicos por série.  Além disso, esses materiais estarão disponíveis a todos os estudantes do CPII, mesmo àqueles que não estão em recuperação. Assim, qualquer aluno poderá rever um conteúdo que desejar ou que achar interessante”, destacou Eliana.

Avaliação

O cálculo das notas será diferente. Prevalecerá a maior nota obtida seja ela durante as avaliações da certificação ou da Recuperação Paralela. Por exemplo, se durante a 1ª Certificação o aluno obteve média 4,0 e durante a Recuperação Paralela obteve média 7,0, sua média final naquela certificação será 7,0.

Os departamentos de Química, Física e Ciências Biológicas poderão manter, para cálculo da média, as notas de avaliações realizadas em aulas experimentais que serão somadas a nota da prova da Recuperação Paralela. Outros departamentos também poderão manter a nota dos trabalhos aplicados ao longo da certificação para compor a média final.

Capacitação docente

A nova Recuperação Paralela será conduzida por docentes conteudistas e docentes tutores de cada departamento pedagógico, com apoio da Seção de Educação a Distância/Propgpec.

Os docentes conteudistas, escolhidos por cada departamento, serão responsáveis pela seleção e desenvolvimento dos materiais digitais disponibilizados no ambiente virtual. Os conteúdos serão únicos por série para todos os campi.

Já os docentes tutores irão divulgar e incentivar a participação dos estudantes no ambiente virtual, acompanhando a frequência desses alunos na plataforma virtual e sanando dúvidas nos encontros presenciais, além de aplicar e corrigir as avaliações.

Todos os professores envolvidos na Recuperação Paralela passarão por uma capacitação oferecida pela Seção de Educação a Distância. A previsão é de que em maio os alunos já estejam utilizando a plataforma digital para as atividades de Recuperação Paralela.

Cronograma de Atividades

Capacitação dos Coordenadores Gerais 06 a 15 de janeiro de 2020
Seleção de professores conteudistas fevereiro de 2020
Capacitação dos professores conteudistas março de 2020
Desenvolvimento dos ambientes virtuais março e abril de 2020
Cadastramento de usuário na plataforma abril de 2020
Liberação de acesso aos alunos maio de 2020

Assessoria de Comunicação Social

Categorizado em 2019, Comunicados

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress