Alunos do Campus Centro Elaboram Jornal com Temática Filosófica

Publicado em

Os estudantes Antônio Augusto Loureiro, Ana Teresa de Sousa, Guilherme Amazonas, Luís Gabriel Nesi, Nycolas Silva e Pedro Goulart da 2ª Série do Ensino Médio, turma 1203, elaboraram para a 2ª Certificação um jornal digital nomeado “Diário Filosófico” para a disciplina de Filosofia. A atividade teve a orientação do Prof. Carlos Bezerra e foram espalhados, pelos murais do campus, cartazes com QR Code que divulgam o trabalho desenvolvido pelos alunos.

A atividade faz parte do projeto “Trabalhos Livres” da disciplina de Filosofia para alunos da série acima citada. Os discentes apresentam um projeto executivo, com temas e formatos não definidos, e o professor avalia a viabilidade material e sua proporção com a quantidade de componentes do grupo. Entre as atividades do projeto houveram também curtas-metragens, performances, instalações artísticas e outros formatos.

O Prof. Carlos Bezerra comentou sobre os objetivos do projeto e avaliou as dificuldades encontradas pelos alunos. “O projeto se norteia pelo desenvolvimento de conteúdos atitudinais ligados ao exercício da autonomia. Cada grupo de alunos define um trabalho que pretende fazer pela escola. (…)O resultado é frequentemente assimétrico, já que os estudantes encontram-se em estágios diferentes para receber uma proposta dessas. Muitos parecem estar encarando pela primeira vez a angústia de definir o que se quer fazer sem muitas restrições. Geralmente, nós, professores, concentramos a avaliação nos conteúdos cognitivos específicos da disciplina e, para isso, restringimos temas e formatos. É verdade que trabalhos de grupo exercitam, e geral, uma série de competências essenciais para a socialização. Entretanto, a ideia desse projeto é ser, para o professor e para seus alunos, uma experiência mais radical; é uma espécie de experimento mais aproximado da vida adulta, em que nos deparamos frequentemente com essas decisões. É verdade que muitos terão que desempenhar, futuramente, algum tipo de função específica, com “tema e formato” definidos. Mas isso é secundário à escolha mesma de seguir esse rumo e não outros, e é o exercício dessa escolha que se faz nos trabalhos livres. Cada estudante assimila essa experiência de uma maneira, e muitos a estranham – algo absolutamente compreensível para um adolescente em fase de desenvolvimento da consciência moral e para quem a liberdade é, em geral, apenas a ausência de restrições, e não o exercício da sua capacidade de julgar e agir, de dar regras a si mesmo”, comentou.

Sobre o “Diário Filosófico”, Carlos Bezerra avalia a adequação entre proposta e resultado do trabalho. “Os alunos se propuseram a fazer uma espécie de paródia de jornal, empregando diferentes registros para apresentar alguns filósofos e suas ideias. Para superar a limitação material da impressão, tiveram a ideia criativa de espalhar QR Codes pela escola. Com respeito ao trabalho dos alunos, temos um exemplo interessante: os alunos pesquisaram os conteúdos e, embora possam precisar um pouco mais algumas informações, conseguiram fazer aquilo a que se propuseram”, afirmou.

Confira o “Diário Filosófico” no link a seguir: https://bit.ly/2NAVJmY

Cartaz de “Diário Filosófico” distribuído pelas instalações do campus
Cartaz de “Diário Filosófico” distribuído pelas instalações do campus

Categorizado em 2019, Atividades, Disciplinas, Filosofia

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress