Palestras Debatem Novos Paradigmas da Internet com Alunos do PROEJA do Campus Centro

Publicado em

Abertura da palestra “A Internet das Coisas...” com as professoras Helena Bártholo (de costas) e Flávia Coimbra Delicato
Abertura da palestra “A Internet das Coisas...” com as professoras Helena Bártholo (de costas) e Flávia Coimbra Delicato

O Campus Centro recebeu em seu Auditório Novo no dia 25 de setembro do ano corrente as palestras “A Internet das Coisas: Conectando o Mundo Físico e o Digital” e “A Nuvem Não é Suficiente: O Surgimento do Paradigma de Computação na Névoa”, ministradas pela Prof.ª Dra. Flávia Coimbra Delicato do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O evento ocorreu no horário de 18h30min às 21 h e foi direcionado aos alunos do curso de Técnico Administrativo do PROEJA como também aos alunos do Ensino Médio Integrado em Técnico de Informática do Campus Engenho Novo II.

As palestras visam apresentar novos conceitos como “Internet das Coisas” e a “Computação na Névoa”. O primeiro conceito citado associa-se ao potencial de integração das tecnologias de sensoriamento e comunicação à rotina das pessoas com fins de construção de uma vida mais saudável, aumento de produtividade das empresas e de economias mais autossustentáveis. Já o segundo conceito aborda os problemas da computação em nuvens como latência alta e não previsível, falta de suporte à mobilidade, ciência de contexto e localização, além de questões de segurança e privacidade de dados de forma a propor recursos e serviços elásticos que venham a solucionar ou minimizar estes problemas.

Prof.ª Dra. Flávia Coimbra Delicato do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
Prof.ª Dra. Flávia Coimbra Delicato do Departamento de Ciência da Computação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

A professora Flávia Coimbra Delicato classificou a palestra como oportunidade de os estudantes reconhecerem que conhecem e lidam no cotidiano com as novas tecnologias teleinformáticas, mas não conhecem os conceitos por detrás destas e as questões inerentes. “(Os alunos) vão aproveitar (as palestras) no sentido de dar nome as tecnologias, de dar nome às coisas que eles já estão usando… Muita coisa (apresentada) aqui era história de (…) ficção científica, mas hoje em dia a tecnologia já existe. O entrave não é tecnológico. O entrave é de privacidade e de segurança de dados. Dado é valor. Outro problema é o de modelo negócio em que todos poderão ser provedores de serviços (online) e (também necessitarão) querer ganhar algo em troca como créditos”, afirmou.

Categorizado em 2018, Palestras

Assuntos:

Tema desenvolvido pela Comunicação Social do Colégio Pedro II para WordPress